Distribuição espacial de cupinzeiros epígeos de pastagem no município de Iporá-GO, Brasil

Hélida Ferreira da Cunha

Resumo


Cupins (Isoptera) são insetos sociais que vivem agrupados em cupinzeiros com elevada densidade, o que dificulta a estimativa de parâmetros populacionais, por isso, a abundância de cupins é feita pela contagem de ninhos. O objetivo foi estimar o padrão de distribuição espacial de cupinzeiros epígeos de Cornitermes sp. (Termitidae) de uma pastagem. O estudo foi feito em 1 hectare (ha) de pastagem de Brachiaria sp. em uma propriedade rural em Iporá-GO (16º44’ S e 51º11’ WO). A área foi subdividida em 25 parcelas de 400 m2 e o número de cupinzeiros por parcela foi contado. A distribuição espacial dos cupinzeiros foi estimada inicialmente pelo Índice de Dispersão (I) e pelo Índice de Agrupamento (k). Posteriormente, a frequência observada de cupinzeiros por parcela foi ajustada à distribuição de frequência apropriada ao padrão de dispersão e o grau de aderência foi testado pelo Qui-Quadrado (χ2). Um total de 196 cupinzeiros foi contado, que equivale a 0.02 ninhos por m2. Os índices de dispersão I=0,47 (χ2(24)= 11,40; P=0,99) e de agrupamento (k= -14,93) sugeriram um padrão uniforme. Mas, a distribuição espacial dos cupinzeiros na pastagem foi confirmada pela distribuição de aleatória de Poisson (χ2= 11,06 < χ2(8; α 0,05)= 15,51), conseqüência da ausência de competição intraespecífica. Conclui-se que a homogeneidade estrutural das pastagens é um tipo de ecossistema útil para o estudo de modelos ecológicos e que os cupins são grupos taxonômicos interessantes devido ao fato de que algumas espécies têm facilidade de colonizar ambientes em estágios iniciais de sucessão.


Spatial Distribution of Epigean Termite Nests of the Pasture of the Iporá-GO, Brazil


Abstract. Termites (Isoptera) are social insects that live in termite mounds grouped with a high density, making it difficult to estimate of the population parameters, therefore, the abundance of termites is calculate by counting the nests. The objective was to estimate the spatial distribution pattern of epigean termite nests of Cornitermes sp. (Termitidae) from a pasture. The study was made in 1 hectare (ha) of Brachiaria sp. pasture on a farm in Iporá-GO (16 º 44 'S and 51 º 11' WO). The area was subdivided into 25 plots of 400m2 and the termite nests per plot were counted. Initially, the spatial distribution of nests estimated by the Index of Dispersion (I) and by the Index of Clustering (k). Subsequently, the observed frequency of termite nests per plot was fit to the appropriate frequency distribution to dispersion pattern and goodness-of-fit was tested by Chi-Square (χ2). A total of 196 termite nests were counted, which equals to 0.02 nests per m2. The indexes of dispersion I=0.47 (χ2(24)= 11.40; P=0.99) and of clustering (k= -14.93) suggested a regular pattern. But the spatial distribution of the nests in the pasture was confirmed by random Poisson distribution (χ2= 11.06 < χ2(8; α 0.05)= 15.51), consequence of the absence of intraspecific competition. It is concluded that the structural homogeneity of pasture is a useful ecosystem for the study of ecological models and termites are interesting taxonomic group because some species are easy to colonize environments in early succession.


Palavras-chave


Isoptera; índices de dispersão; distribuição de frequência; padrão aleatório; dispersion indexes; frequency distributions; Isoptera; random pattern

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



|    Licença de Uso    |     Normas para publicação (PDF)   |    Projeto do Periódico   |   Política de Privacidade    |    Currículo Lattes (Busca)    |   Scielo     |     Títulos de Periódicos ligados à Entomologia e suas Abreviações     |      Ortografa!

Indexadores:

Latindex   |   SEER/IBICT     |    Dialnet     |    Agrobase - Literatura Agrícola     |   Sumários de Revistas Brasileiras     |     DOAJ     |    CABI Abstracts     |    LivRe!       |   RCAAP   |    Diadorim    |    Electronic Journals Library   | Eletronic Journals Index  |   Fonte Acadêmica - EBSCO  |   ZooBank    |   Zoological Records    |   Agro Unitau    |    BASE (Bielfield Academic Search Engine)     

Outras fontes:

   WorldCat    |     Mendeley     |     Google Acadêmico    |    Qualis CAPES 

Copyright © 2008-2018, Entomologistas do Brasil

As opiniões técnico/científicas e mesmo pessoais, constantes nos artigos e comunicações científicas publicados no EntomoBrasilis são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.

 

EntomoBrasilis. ISSN Online 1983-0572 - Prefixo doi: 10.12741

 

 Site hospedado gratuitamente no HostingZone

Fazemos parte da ABEC (Associação Brasileira de Editores Científicos)

Filiado ao Portal de Periódicos CAPES

Apoio