Imagem para capa

Análise Faunística e Flutuação Populacional da Dipterofauna de Ecossistemas da Área de Proteção Ambiental do Araripe, Barbalha, CE

Francisco Roberto de Azevedo, Raul Azevedo, Cícero Antônio Mariano dos Santos, Eridiane Silva Moura, Daniel Rodrigues Nere

Resumo


Os Diptera podem ser hematófagos, detritívoros, vetores de doenças, pragas importantes de plantas cultivadas, predadores ou parasitoides de insetos-praga. Algumas espécies polinizam plantas importantes e outras atacam ervas daninhas. Objetivando verificar a análise faunística e a flutuação populacional desses insetos nos ecossistemas da Área de Proteção Ambiental do Araripe, em Barbalha-CE, foram realizadas coletas semanais na estação seca e chuvosa, por meio da armadilha McPhail, iscada com suco de goiaba. Os Sarcophagidae e Drosophilidae são as famílias mais abundantes tanto na estação seca como na chuvosa, nos quatro ecossistemas da Área de Proteção Ambiental do Araripe. Os Sarcophagidae dominam e ocorrem frequente e constantemente em todos os ecossistemas da estação seca da Área de Proteção Ambiental do Araripe, enquanto que os Drosophilidae apesar de dominarem e ocorrerem constantemente, são mais frequentes na área agrícola e no Arajara Park devido à ação antrópica que altera esses ecossistemas para a implantação de culturas agrícolas e áreas de lazer. Os Drosophilidae dominam e ocorrem frequente e constantemente em todos os ecossistemas da estação chuvosa da Área de Proteção Ambiental do Araripe, enquanto que os Sarcophagidae, apesar de dominarem e ocorrerem constantemente, são mais frequentes na área agrícola e na mata úmida devido à ação antrópica obtida pelas irrigações das culturas agrícolas da área agrícola associada com maior umidade pelo microclima favorável encontrado na mata úmida. Os picos populacionais dos dípteros que predominam nos ecossistemas da Área de Proteção Ambiental do Araripe ocorrem nos meses chuvosos associados a baixas temperaturas.

Faunal Analysis and Populational Fluctuation of Dipterofauna of Ecosystems from Área de Proteção Ambiental do Araripe

Abstract. Diptera can be hematophagous, scavenger, and transmitter diseases, important pest to cultivated plants, predators or parasitoids of pest-insects. Some are pollinate important plants and others attack weeds. Aiming to evaluate the faunal analysis and populational fluctuation of these insect at ecosystems of “Área de Proteção Ambiental do Araripe” in Barbalha-CE, weekly surveys were been realized during dry and wet season using McPhail traps, using guava juice as a bait. Sarcophagidae and Drosophilidae were more abundant in dry and rainy season, with a major number of individuals collected during a rainy season in each ecosystem of the “Área de Proteção Ambiental do Araripe”. The Sarcophagidae family dominates and occurs frequently and constantly in all ecosystems of dry season, while individuals of Drosophilidae, despite of be dominant and occurs constantly, are more frequent in agricultural area and Arajara Park due to anthropogenic action which changes these ecosystems for insert agricultural cultures and recreational areas. Drosophilidae dominates and occurs frequently and constantly in all ecosystems during rainy season, while Sarcophagidae in despite of dominate and occurs constantly, are more frequent at agricultural area and humid forest due anthropogenic action got by irrigations associated with a major humidity caused by favorable microclimate founded in rainforest. The Diptera populations picks predominate in all ecosystems of the “Área de Proteção Ambiental do Araripe” occurs at rainy months associated if low temperatures.


Palavras-chave


Antropização; Coleta de insetos; Diversidade de insetos; Moscas;Anthropization; Collection of insects; Flies; Insect diversity.

Texto completo:

PDF

Referências


Anjos, A.F. & M.A. Navarro-Silva, 2008. Culicidae (Insecta: Diptera) em área de Floresta Atlântica, no Estado do Paraná, Brasil. Acta Scientarum Biological Sciences, 30: 23-27.

Azevedo, F.R., J.A Guimarães, A.A.F. Simplício & H.R. Santos, 2010. Análise faunística e flutuação populacional de moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) em pomares comerciais de goiaba na região do Cariri cearense. Arquivos do Instituto Biológico, 77: 33-41.

Azevedo, F.R., M.A.R. Moura, M.S.B., Arrais & D.R Nere, 2011. Composição da Entomofauna da Floresta Nacional do Araripe em diferentes vegetações e estações do ano. Revista Ceres Viçosa, 58: 740-748.

Barbosa, L.S., A.M. Cunha, M.S. Couri & V.C. Maia, 2014. Muscidae, Sarcophagidae, Calliphoridae e Mesembrinellidae (Diptera) da Estação Biológica de Santa Lúcia (Santa Teresa, Espírito Santo, Brasil). Boletim do Museu Biológico Mello Leitão, 33: 131-140.

Bittencourt, A.J. & G.E. Moya Borja, 2000. Stomoxys calcitrans (L.): Preferência por regiões do corpo de eqüinos para alimentação. Parasitología Día, 24: 119-122.

Braack, L.E.O., 1987. Community dynamics of carrion-attendant arthopods in tropical African woodland. Oecologia, 72: 402-409.

Buzzi, Z.J., 2008. Entomologia didática. 4 ed. Curitiba, Editora UFPR, 348 p.

Catts, E.P. & M.L. Goff, 1992. Forensic entomology in criminal investigations. Annual Review of Entomology, 37: 253-272.

Dias, E.S., D.P. Neves & H.S. Lopes, 1984. Estudos sobre a fauna de Sarcophagidae (Diptera) de Belo Horizonte, Mingas Gerais – Variação Sazonal. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, 79: 409-412.

Ferraz, A.C.P., B.Q. Gadelha & V.M. Aguiar-Coelho, 2010. Influência climática e antrópica na abundância e riqueza de Calliphoridae (Diptera) em um fragmento florestal da Reserva Biológica do Tinguá, RJ. Neotropical Entomology, 39: 476-485.

Ferraz, A.C.P., 2011. Efeitos de borda em florestas tropicais sobre artrópodes, com ênfase nos dípteros ciclorrafos. Oecologia Australis, 15: 189-198.

Ferreira, M.J.M. & P.V. Lacerda, 1993. Muscóides sinantrópicos associados ao lixo urbano em Goiânia, Goiás. Revista Brasileira de Zoologia, 10: 185-195.

Furusawa, G.P. & P.C.R. Cassino, 2006. Ocorrência e Distribuição de Calliphoridae (Diptera: Oestroidea) em um Fragmento de Mata Atlântica Secundária no Município de Engenheiro Paulo de Frontin, Médio Paraíba, RJ. Revista de Biologia e Ciências da Terra, 6: 152-164.

Gallo, D., O. Nakano, S. Silveira Neto, R.P.L. Carvalho, G.C. Batista, E. Berti Filho, J.R.P. Parra, R.A. Zucchi, S.B. Alves, J.D. Vendramim, L.C. Marchini & J.R.S. Lopes, 2002. Entomologia agrícola. Piracicaba, FEALQ, 920 p.

Gomes, A., W.W. Koller & A.T.M. Barros, 2000. Sazonalidade da mosca-varejeira, Cochliomyia macellaria (Diptera: Calliphoridae), na região dos Cerrados, Campo Grande, MS. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, 9: 125-128.

Greenberg, B., 1973. Flies and disease: biology and disease transmission. New Jersey, Princeton University, 447 p.

Guimarães J. H., N.A. Papavero & A.P. Prado. 1983. As miíases na região Neotropical (identificação, biologia e bibliografia). Revista Brasileira de Zoologia, 1: 293−416.

Leandro, M.J.F. & J.M. D´Almeida, 2005. Levantamento de Calliphoridae, Fanniidae, Muscidae e Sarcophagidae em um fragmento de mata na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, Brasil. Ilheringia, Série Zoológica, 35: 377-381.

Marinho, C.R., L.S. Barbosa, A.C.G. Azevedo, M.M.C. Queiroz, M.A. Valgode & V.M. Aguiar-Coelho, 2006. Diversity of Calliphoridae (Diptera) in Brazil’s Tinguá Biological Reserve. Brazilian Journal of Biology, 66: 95-100.

Mendes, J. & A.X. Linhares, 2002. Cattle Dung Breeding Diptera in Pastures in Southeastern Brazil: Diversity, Abundance and Seasonality. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, 97: 37-42.

Moura, M. O., C.J.B. Carvalho & E.L.A. Monteiro-Filho. 1997. A preliminary analysis of insects of medico-legal importance in Curitiba, States of Paraná. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, 92: 269−274.

Neves, D.P., 2005. Parasitologia Humana. São Paulo, Editora Atheneu, 494 p.

Oliveira, R.C., A.R. Fonseca. & C.G. Silva, 2008. Fauna de dípteros em uma área de Cerrado no interior de Divinópolis, estado de Minas Gerais. Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas, 2: 3-7.

Pereira, V.L., 2008. Padrões populacionais de moscas frugívoras (Diptera: Tephritoidea) em um fragmento de floresta semidecídua e em um pomar comercial na Região de Dourados - MS, Brasil. Dissertação (Mestrado em Entomologia e Conservação da Biodiversidade) Universidade da Grande Dourados. 46p.

Santos, C.A.M., F.R. Azevedo, E.S. Moura, D.R. Nere & R. Azevedo, 2012. Uso da armadilha Mcphail na captura de insetos em vegetações da Floresta Nacional do Araripe. Encontro Universitário da UFC no Cariri, 4. Resumo expandido. 1-5, Universidade Federal do Ceará, Juazeiro do Norte-CE, 2012.

Silva, M. S., J.C. Fontenelle & R.P. Martins, 2001. Por que moscas visitam flores? Ciência Hoje, 30: 68-71.

Silva, N.A.P., M.R. Frizzas & C.M. Oliveira, 2011. Seasonality in insect abundance in the “Cerrado” of Goiás State, Brazil. Revista Brasileira de Entomologia, 55: 79-87.

Silveira Neto, S., O. Nakano, D. Bardin & N.A. Vila Nova, 1976. Manual de ecologia dos insetos. São Paulo, Agronômica Ceres, 420 p.

Silveira Neto, S., R.C. Monteiro, R.A. Zucchi & R.C.B. Moraes, 1995. Uso da análise faunística de insetos na avaliação do impacto ambiental. Scentia Agrícola, 52:9-15.

Smith, K.G.V., 1986. A manual of forensic entomology. Ithaca, Cornell University Press, 205 p.

Souto, K. C.F.L., C.D. Pereira & C. Lomônaco, 2011. Body Size, Symmetry and Abundance of Euxesta stigmatias (Loew) and Euxesta sororcula (Wiedemann) (Diptera: Ulidiidae) in a Natural Reserve and in a Guava Orchard in Uberlândia, MG, Brazil. Neotropical Entomology, 40: 661-668.

Steyskal, G.C., 1977. History and use of the McPhaill trap. Florida Entomologist, 60: 11-16.

Tauhyl, L.G.M. & M.V.U. Guimarães, 2012. Dipterofauna de fragmentos vegetacionais da UFSCar – Campus Sorocaba, SP, Brasil. Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas, 6: 79-88.

Tidon-Sklorz, R. & F.M. Sene, 1999. Drosophila, p. 246-261. In: Brandão, C. R. F. & E. M. Cancello (Eds.). Biodiversidade do Estado de São Paulo, Brasil: síntese do conhecimento ao final do século XX: invertebrados terrestres. São Paulo, FAPESP, 279 p.

Triplehorn, C.A. & N.F. Johnson, 2011. Estudo dos insetos. São Paulo, Cengage Learning, 809 p.

Uchôa-Fernandes M.A., I. Oliveira, R.M.S. Molina & R.A. Zucchi, 2003. Populational fluctuation of frugivorous flies (Diptera: Tephritoidea) in two orange groves in the state of Mato Grosso do Sul, Brazil. Neotropical Entomology, 32: 19-25.

Wink, C., J.V.C Guedes, C.K., Fagundes, A.P., Rovedder, 2005. Insetos edáficos como indicadores da qualidade ambiental. Revista de Ciências Agroveterinárias, 4: 60-71.

Wolda, H., 1988. Insect seazonality: why? Annual Review of Ecology and Systematics, 19: 1-18.




DOI (PDF): http://dx.doi.org/10.12741/ebrasilis.v8i2.423

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015

URL da licensa: http://www.periodico.ebras.bio.br/cc_licence.aspx

|    Licença de Uso    |     Normas para publicação (PDF)   |    Projeto do Periódico   |   Política de Privacidade    |    Currículo Lattes (Busca)    |   Scielo     |     Títulos de Periódicos ligados à Entomologia e suas Abreviações     |      Ortografa!

Indexadores:

Latindex   |   SEER/IBICT     |    Dialnet     |    Agrobase - Literatura Agrícola     |   Sumários de Revistas Brasileiras     |     DOAJ     |    CABI Abstracts     |    LivRe!       |   RCAAP   |    Diadorim    |    Electronic Journals Library   | Eletronic Journals Index  |   Fonte Acadêmica - EBSCO  |   ZooBank    |   Zoological Records    |   Agro Unitau    |    BASE (Bielfield Academic Search Engine)     

Outras fontes:

   WorldCat    |     Mendeley     |     Google Acadêmico    |    Qualis CAPES 

Copyright © 2008-2018, Entomologistas do Brasil

As opiniões técnico/científicas e mesmo pessoais, constantes nos artigos e comunicações científicas publicados no EntomoBrasilis são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.

 

EntomoBrasilis. ISSN Online 1983-0572 - Prefixo doi: 10.12741

 

 Site hospedado gratuitamente no HostingZone

Fazemos parte da ABEC (Associação Brasileira de Editores Científicos)

Filiado ao Portal de Periódicos CAPES

Apoio